sábado, 11 de setembro de 2010

A Base



Minha vó é como qualquer avó
eu acho isso pois ela me fez achar isso
balas de frutas nos potinhos com flor
só depois do almoço com batata
os primos todos de outros tempos
aconchegados nos seus enormes braços
de mulher trabalhadeira
fugiu para se casar como num filme
em que a realidade não é muito boa
pra dar frutos de uma beleza
extraordinariamente comum.
Arranja a mesa com ajuda do Dito
dito meu avô, e que confirmo
ser um dos seres mais inteligentes desse mundo
sem ter ao menos o segundo ano de grupo
me ensinou a fazer arapuca, a ficar em silencio
a jogar videogame, a ser simples
patrimonio de amor em minha vida
Maria Aparecida Tomasini
&
Benedito Tomasini




2 comentários:

Daiane disse...

Que lindo Luis!
Quem valoriza a família e tem essa base, de certo terá uma estrutura muito melhor.

=D
querido!
nem lembra de mim... =/
7anosatrás... kkk

Eliane Ratier disse...

OI, é Eliane, mãe da Lívia, gostei muito de suas poesias, por favor continue e traga-as à luz quando tiver oportunidade.
Mande um recadinho no meu email, eliratier@hotmail.com, que te coloco junto com os escritores para você ficar por dentro do que rola.
Beijo, boa sorte, às ordens.