quarta-feira, 9 de julho de 2008

A náusea que ainda não se tornou vômito.


Acho que nada que eu escreva dirá mais (sobre mim, agora) do que a introdução do livro a Náusea do filósofo Jean Paul Sartre, que chegou até mim por uma grande amiga cujo sentimento é similar. Acho que cheguei num momento de lucidez perigoso, e lucidez é uma palavra que não quero na minha vida, com exceção de alguns momentos, pois acho que os olhos devem ser abertos algumas vezes para nos situar.


“Os homens. É preciso amar os homens. Os homens são admiráveis. Sinto vontade de vomitar - e de repente aqui está ela: a Náusea.Então é isso a Náusea: essa evidencia ofuscante? Existo - o mundo existe -, e sei que o mundo existe. Isso é tudo. Mas tanto faz para mim. É estranho que tudo me seja tão indiferente: isso me assusta.Gostaria tanto de me abandonar, de deixar de ter consciência de minha existência, de dormir. Mas não posso, sufoco: a existência penetra em mim por todos os lados, pelos olhos, pelo nariz, pela boca… e subitamente, de repente, o véu se rasga: compreendi, vi.A Náusea não me abandonou, e não creio que me abandone tão cedo; mas já não estou submetido a ela, já não se trata de uma doença, nem de um acesso passageiro: a Náusea sou eu.” (Jean Paul Sartre)

Bom dia.

4 comentários:

Anônimo disse...

Às vezes é preciso vomitar e provocar no mundo um pouco de mal estar também... ele é acomodado e egoísta, e não deixa que vivemos em paz... isso estou falando do mundo dos homens, que não se reconhece mais como tal - a não ser que homem seja sempre sinônimo de bárbarie, no sentido ruim da palavra, e a gente insista que não. Mas se é sempre preciso um pouco de caos, vamos organizar um pouco possível, para não virar um nó cego... mas para continuar em movimento...

Boas palavras intridutórias!!! E o Sartre é nós!!!

Leiliane disse...

Gostei muito desse post! :)

Anônimo disse...

Nossa, to louca pra ler a Náusea!

Sartre = love

Li esse ano a trilogia dele, Caminhos da Liberdade, e me apaixonei... Ai peguei na biblioteca um livro de contos dele tbm, e li!

O próximo é a Náusea, com certeza

natibeani disse...

eu tenho Nojo do mundo.
Eu quero dormir pra sempre.
Eu quero fugir desse mundo que exige cada vez mais, que tira nosso sangue...
eu quero dormir, eu quero sumir...